quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Desabafo e Indignação pela Morte da minha Cachorrinha

Olá pessoal!
Estou meio sumida... tive sérios problemas... o texto vai ser meio longo, mas é um desabafo da minha tristeza e indignação.


Minha cachorrinha Mel, começou a ficar meio ofegante e com um ronco na respiração.

Levamos na vet que tratou dela durante os 8 aninhos de vida dela e ela receitou antibióticos. Passados alguns dias, a Melzinha não melhorava, e novamente fomos à vet, que resolveu trocar os antibióticos. E foi assim durante um mês. Um troca pra lá e troca pra cá de antibióticos, remédios, antiinflamatórios... e tudo que não acontecia era a melhora da Mel.

A vet dela disse que deveriamos interna-la para ela tomar soro. Tomar soro???? Mas o que ela tem???... e a "doutora", se é que pode ser chamada disso, não assumia a incompetência.

Levamos na madrugada do dia 7 para o dia 8 num hospital 24 horas. Eles desconfiaram de "colapso traqueal". Puxa vida!!! Durante 1 mês, a incompetente da vet dela, não cogitou nada na região do pescoço.

Com o coração na mão, a Mel ficou internada e na tarde do dia 8, diagnosticaram uma possível diabetes e no ultrassom, verificaram algo na traquéia.

Indicaram uma endoscopia. Sábado, dia 10 pela manhã, chamaram um médico que realizou o exame na Mel.

Ele constatou que ela estava com paralisia na laringe. Que conhecia uma médica cirurgiã excelente, especialista, que já havia feito várias vezes essa cirurgia, que era um sucesso. Que ele mesmo encaminharia o laudo e as imagens da endoscopia para ela, que conversaria com ela...

Bom, nós, desesperados concordamos e na tarde desse mesmo dia resolvemos tirá-la da internação.

Qual não foi nossa surpresa, quando nos entregaram a Mel "detonada". Porque até então, não viamos ela desde o dia em que internamos. Eles não queriam que ela se agitasse ao nos ver e acharam melhor não haver visitas.

Trouxemos ela para casa, cheirando xixi, toda machucada, com as patinhas inchadas, um horror.

No domingo ela já acordou um pouco melhor, e começou a voltar à normalidade.

Segunda pela manhã, a vet dela sabia o que estava acontecendo e nos ligou e passou o telefone da tal da cirurgiã. Entramos em contato e ela disse que se a cirurgia não fosse feita, ela morreria em casa sufocada. E que já tinha marcado para quarta feira 1 hora da tarde.

Estávamos em pânico, em desespero, nunca ninguém tinha falado que se não operasse ela morreria sufocada.

Segunda, terça e quarta antes de levarmos, a Mel era uma alegria só... brincava, corria, corria atrás da gente quando estávamos comendo alguma coisa, tudo que ela sempre fazia.

Na quarta feira, ela acordou brincando, correndo, ficou desesperada quando pegamos a coleira e ela logo sabia que ia passear. Enfim, levamos ela para a tal Dra. Cirurgiã.

Chegando lá, o discurso dela foi lindo, disse que o risco estava na anestesia, mas o risco normal, que todos correm com anestesia. Que ela ia ficar ótima, e blá, blá, blá...

Ficamos confiantes, claro... ela nos passou confiança. Levei a Mel até a sala de cirurgia no meu colo, esperei eles darem a anestesia. E não é que o Sr. Dr. Anestesista não conseguia pegar uma veinha dela e furou todas as patas até que passou a vez para a outra tentar???

Eles me convidaram a assistir a endoscopia que seria feita antes, para nos mostrar o que seria feito.

Antes, era só a laringe, agora tinha mudado, eles tirariam um pedaço do palato que tinha uma aba atrapalhando a respiração, tirariam os sacos laríngeos e ainda por cima abririam uma parte da laringe dela.

Mas que era para ficarmos sossegados, que era tranquilo.

Eu e meu pai saimos da sala e fomos para o shopping almoçar e esperar.

Três horas depois, voltamos e eles demoraram a nos atender.

A super Dra. mudou o discurso dela e veio com uma história de que assim que começaram a Mel já estava toda inchada, com edema de glote e um monte de lero lero... nos apavorou, enfim, só não declarou as palavras... ela vai morrer!!!

Só que nós vimos a Mel entubada com a sonda da anestesia e ela não estava inchada nem nada.

Falaram que deram uma dose cavalar de anestesia, morfina e corticóide e ela não reagia... agente chamava, apertava e nada.

A ambulância foi buscá-la e trouxe para um hospital próximo da minha casa, que ela precisava de internação de 24 horas para monitoramento pós cirúrgico.

Foi muito bem tratava nesse hospital. Sentimos que estava sendo cuidada com carinho. no dia seguinte pela manha, fizemos visita e a Mel estava ótima, chorou, latiu quando nos viu, brincou. Estava com um engasgo forte que nos assustou, e a maldita cirurgiã, por telefone, falou p eles do hospital que era normal. No fim da tarde, fomos buscá-la. Ela aparentemente veio normal, dormiu a noite toda e as 5 da manha começou a vomitar sem parar.

Não andava mais, não comia, não bebia água. O desespero bateu forte, o medo, a raiva, tudo.
Começamos a lembrar do discurso que ela fez antes de operar e que depois sem um pingo de humanidade ela mudou o discurso como se não tivesse dito nada antes.

Internamos novamente a Mel na sexta a noite. Sábado de manha, fizemos a visita e ela estava morrendo... devagarzinho... não nos reconheceu, respirava muito forte, com muito ronco e marcaram um raio x, pois suspeitaram pneumonia.

Na visita da noite, a Mel levantou a cabecinha, nos reconheceu, raspou desesperada a portinha de vidro de onde ela estava, querendo vir perto da gente, cheirou minha mão... e tivemos que sair. Ela estava com pneumonia por aspiração, e com o pulmão cheio de líquido. Tinham acabado de dar os antibióticos.

Voltamos para casa um pouco mais confiantes, pois ela havia reagido. Porém, umas 2 horas depois o telefone de casa tocou. Era o veterinário. Disse que ela havia piorado muito e não conseguia mais respirar. Eles entubaram.

Nesse momento eu sabia que não tinha mais jeito. Minha mãe foi com meu irmão, a namorada e meu primo até o hospital e quando chegaram lá, ela tinha acabado de falecer. O vet foi muito humano, explicou que o pulmão começou a parar de funcionar, que o coração foi ficando fraquinho, parou, eles fizeram ela ressuscitar, ela voltou, mas depois teve outra parada cardíaca.

Tá absurdamente difícil viver sem ela. Aceitar eu não vou nunca.

Ela faleceu 1 hora da manhã de sábado para domingo. Hoje é quarta feira e até agora, nem a vet que cuidou dela a vida inteira, nem a maldita que matou minha Mel na cirurgia mal feita ligaram aqui em casa.

Como pode tamanha ganância por dinheiro???
Como pode alguém que se forma em vet agir dessa maneira???

Vou me arrepender para sempre de ter acreditado nessa gente que só por ter um diploma pendurado na parede, se intitulam de DOUTORES, mas que na verdade só querem o nosso dinheiro. Tiraram muito dinheiro da gente, mas isso não é nada, o pior de tudo, foi tirarem a vida, a alegria da nossa casa, a nossa Mel!

Esqueci de contar uma passagem muito interessante: no sábado que ela faleceu, o hospital entrou em contato com ela antes da nossa visita, informando o ocorrido. Essa desumana ligou na minha casa e rindo, falou para meu pai que nossa Mel era pior que um sabonete. Que ela tentava segurar, mas que escapava, e que agente tinha que ver que ela tava um pouco gordinha... e a gordura de cães gordinhos vão para o cérebro??? O que é isso????? Ela é louca????  Alguém sabe me explicar????????

Ela é uma grande incompetente, que errou e não assume e tentou tirar o dela da reta nos magoando mais ainda.



Quanta saudade estou sentindo da minha gordinha! Saudade eternamente!

Agradeço a todos esses "DOUTORES" incompetentes, gananciosos, irônicos que tiraram a Mel da nossa vida e tiraram a vida da nossa Mel por dinheiro.

Porque realizaram 2 endoscopias na Mel, inclusive uma na hora da cirurgia e até agora não nos entregaram os laudos e as imagens???????????

Nada vai trazer nossa Melzinha de volta, mas a revolta com a desumanidade dessa gente que estudou Medicina Veterinária, creio eu que por amor aos animais, está me matando por dentro!

Ontem a Mel foi cremada, e as cinzas eu vou jogar no Parque onde ela adorava ir, correr, enfim!

Eu nunca vou me conformar e nunca vou aceitar!

42 comentários:

  1. eu sei muito bem o que é perder um animal de estimação...há uns 2 anos atrás eu perdi a minha e é uma dor terrível, mas passa, e só ficam as lembranças boas. Só quem teve ou tem um animalzinho sabe o que é isso.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que triste. Eu sei é difícil perder. Eu li texto, acho que você pode fazer um processo para voltar seu dinheiro e etc... Beijos

    ResponderExcluir
  3. Nossa! Não tem como não se emocionar, não consigo parar de chorar, como tem gente que trabalha para salvar vidas e não estão nem ai pra elas?? Não entendo, como pessoas no ramo de medicina podem ser tão cruéis? E nós temos que confiar neste tipo de gente! Graças a Deus nunca perdi nenhum animalzinho ainda, mais sei que é perda que não se substitui, tenho duas pimpolhas arteiras, e entendo seu sofrimento! Melhoras...

    ResponderExcluir
  4. :( Deve ser mesmo muito triste, fiquei muito emocionada coma tua história :(
    Ainda por cima faleceu devido a incompetência de certas pessoas, que não deviam exercer a profissão...

    ResponderExcluir
  5. lucienepereiradepaula21 de dez de 2011 05:55:00

    Poxa amiga que triste, tem pessoas que não entendem esse amor, mas eu entendo tenho um pudle que eu amo muito, e ele sempre me da amor, quando to triste, é um filho pra mim! Várias pessoas ja me criticaram por trata-lo como uma pessoa, o que me revolta muito, ja ate perdi amizade por causa dele, pois não aceito que tratem ele mal, apenas por ser um cão !Que Deus conforte seu coração, sei que sua dor é imensa, mas lembre-se dos momentos bons, desses 8 anos que com certeza foram muitos, beijos!

    http://aprendizdecabeleireira.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Nossa que triste, estou quase chorando aqui com a história. Perdi minha cadela Lessi, da raça colie, que era muuuuito mais que uma cachorra para mim. Foi muito dificil quando perdi ela, e agora lendo sua história, a minha veio tudo a tona.
    Sinto muito pela sua perda, sei que é dificil. Mas que raiva desses 'doutores'.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que triste!!! Nada do que eu disser vai fazer passar a sua dor, mas esse é o momento de vc colocar tudo pra fora mesmo. Já perdi um cachorrinho (um coker caramelo lindo que se chamava Boni0, imagino o seu sofrimento. Fica bem! bjo

    ResponderExcluir
  8. Solidarizo-me com vc nesse momento tão difícil, pois já npassei por uma história semelhante. Só o tempo pra fazê-la superar, pq esquecer, jamais! Bjs

    ResponderExcluir
  9. POxa, que pena! Já passei por isso e prometi que não teria mais cachorro. Bjs e felizes festas
    www.blogdasuzyy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Nossa Andreza, sem palavras!! Sinto muito pela Mel e espero que esses "doutores" sejam devidamente responsabilizados.Desejo que você fique bem dentro do possível.Super bjs,

    ResponderExcluir
  11. Meus sentimentos, imagino a tua dor!!! Chorei demais lendo tudo isso e me imaginando em teu lugar, tenho um cachorro da mesma raça e identico a Mel, chama-se pluto e está com 9 anos, fiquei imaginando ele passando por esse sofrimento, como podem ser tão cruéis??? Não consigo entender me sinto impotente pq...

    ResponderExcluir
  12. ... mesmo sem conhecê-la gostaria de ter poder o suficiente para ajudar-te!!! Desejo mta força à vcs de coração!!! Que Deus possa todos os próximos longos dias sem a Mel, trazer as lembranças boas pra amenizar a tua dor! um abraço, Adma.

    ResponderExcluir
  13. Que absurdo isso né? Tenho um cocker spaniel igual a mel, e sinceramente, me coloco no seu lugar, porque perder um cachorro realmente não é nada fácil... Muita força pra você e sua família viu flor? Beijos!

    http://prefirorosachiclete.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Ai Andreza, que HORROR! Antes de ler o post só fiquei pensando no que ia comentar aqui, que eu sabia exatamente o que você estava passando porque também perdi a minha amada Mey, mas depois de ler vi que a situação era completamente diferente da minha. Me senti um nada quando a minha começou a ficar doente, por não conseguir fazer nada por ela, mas graças a Deus ela teve dois veterinários excelentes, que fizeram tudo que podiam.
    Não faço a menor ideia do que você está passando, mas tenha certeza de que TUDO nessa vida tem volta.
    Infelizmente o melhor remédio para perda é o tempo, mas tenta se concentrar só nos melhores momentos com a Mel.
    Beijos!!

    http://blogfashion4fun.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Own linda, sinto mto mesmo pela Mel. Ela era incrivelmente linda =( A gente tem muita dificuldade de lidar com a morte, entendo perfeitamente o que vc está passando... Se posso te dar um conselho: Não fique sem um cãozinho. Não que ele vá substituir a Mel mas pelo menos ele vai ocupar sua cabeça e te distrair um pouco... Beijos e força!

    ResponderExcluir
  16. eu de verdade nao sei nem o que dizer!!!
    eu tenho um cachorro e ele tem 13 anos, esta com uma bola ao lado da garganta passei ele no vet, e ee esta tratando com remedios, so que o negocio some e aparece ele tera de fazer uma possivel cirurgia e eu estava com medo agora meu medo cresceu, so que morro de do de ver ele cdom isso e nao poder ajudar.
    nao quero perder meu pet vira lata!!

    que Deus conforte seu coração!!

    kisses!!

    dollporcelain.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Amiga, entendo perfeitamente a sua dor.
    Minha cachorra faleceu na metade do ano passado e tb tive problemas com a veterinária. A clínica era a mesma que ela ia há anos, mas a vet que estava lá era plantonista. Td bem que minha cachorra estava velhinha, mas a vet não foi nem um pouco humana, nem com ela e nem com nós. Não foi um absurdo tão imenso como o qual vc passou mas foi um absurdo. Fora que pagamos para ela ser enterrada e pelo jeito ela nem foi. Não corri atrás pra ter certeza de que ela não tinha sido enterrada pq não ia conseguir me controlar e nem responder pelos meus atos.
    Até hoje ela faz muita falta. Chorei com o seu post e achei lindo ela ter sido cremada.
    Que a Mel descanse em paz.

    Bjinhos, flor

    Carol
    (http://blogvintecinco.blogspot.com/)

    ResponderExcluir
  18. Oi linda!
    Obrigada pela visita, feliz natal e que Deus abençoe você e sua família! =)

    Beijos, Káh.
    www.universoblue.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Renata Pereira da Silva24 de dez de 2011 02:50:00

    Olá, não dá nem para falar nada de consolo nessa hora, aqui em casa já perdemos um gatinho pois ele teve uma doença que como poderia passar para a gente o vet mandou sacrificar, mas depois tivemos outro que teve a mesma doença que levamos em outro vet que disse que nem precisava ter sacrificado o bichinho, que o tratamento demora e era muito chato de fazer mas que se bem feito o gato iria viver sem problemas, e foi o que aconteceu. Minha irmã leva a nossa pincher nesse veterinário até hoje, ele e todos os filhos são vet, manda até cartão em datas especiais para nossa cachorrinha. Já o outro, a gente espalha para todo mundo que pode que ele é um tremendo incompetente. Poque na minha opinião é isso que vc deve fazer, mesmo que não traga sua "filhotinha" de volta, você tem que alertar as outras pessoas que essas veterinárias não são dignas de confiança e nem tem amor aos nossos bichos, pois um bichinho é como um filho, e tem que ser tratado com amor e respeito.
    Muita força, um bom natal para ti e sua família
    bjs

    ResponderExcluir
  20. Oi Andreza, estou em choque lendo seu desabafo, e muito triste por você e pela Mel, imagino o quanto está sendo difícil acordar sem vê-la. Não posso nem pensar nessa possibilidade de perder meus filhos postiços, já choro só de imaginar, e penso o quanto deve estar sendo doloroso pra você! Mas saiba que Deus nos permite cuidar de um anjo de quatro patas, para aprendermos o que é um amor verdadeiro, um amor sem interesse e puro !
    Já virei sua seguidora, e se sentir vontade no seu coração, te convido a conhecer meu cantinho www.rosanaquality.com.br, será um prazer ter sua visita!
    Desejo força pra você e sua família, um Feliz Natal e um 2012 cheio de realizações!
    Beijocas Andreza !

    ResponderExcluir
  21. Querida, até chorei lendo seu desabafo! Incrível como ainda tem tanta ganância e desumanidade nesse mundo né? Poxa, a Mel era tão linda.. esquecer disso nunca né? Sei como é, amo animais, tenho um cachorro e nem quero pensar no que possa acontecer se algo acontecer! =(

    http://tvfabulous.blogspot.com/

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  22. Olá, adorei seu blog!
    Já estou seguindo...
    Me segue tbm?

    http://simararosado.blogspot.com/

    BeijO!

    ResponderExcluir
  23. To te seguindo, segue também?
    http://meuespelhoo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Lí o texto todinho e chorei como sela fosse minha. Aconteceu algo parecido comigo, a minha cadelinha não estava conseguindo parir, a levamos para o hospital para que fosse feito uma cesária, mas deram uma dose muito forte de anestesia e ela não conseguiu voltar, acabou que morreu ela e os filhotes. Sei que é difícil, mas tenha força. Eu tenho uma cadelinha agora de 6 anos, ela tem ataques epiléticos,sei que não mata ela faz tratamento, mas toda vez que acontece eu fico desesperada, mas agente tem que ter forças para aguentar. Paz e Fé pra vc...

    Bjinhos Mayara Lopes
    Pensa se eu fosse rica!!!/

    ResponderExcluir
  25. Ai cara... eh foda mesmo... aqui em casa temos uma poodle q está com uma alergia que tá tomando conta do corpo, parecem feridas... desde setembro o vet passa vários remédios, minha avó já gastou uma grana e n descobria o q ela tinha... por fim parou de cobrar as consultas pq cobrava e a cachorra nada de melhorar da alergia... agora fez exame de sangue e descobriu q eh uma bacteria e talz, passou o remédio certo e as feridas estão secando... mas dá dó ainda de ver ela sem pelos em vários lugares... eles ficam dando chutes sobre diagnósticos e a gente gastando dinheiro e o bicho sofrendo, eh foda...
    Meus pêsames... tenho 9 cachorros e toda vez q morre algum eu fico arrasada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Olá flor
    vim conhecer seu cantinho, e agradecer a visita, li a historia da Mel..espero que vc encontre um conforto assim como eu achei quando perdi meu amigão o BILE.. quem me deu 16 anos de muitas alegrias ..fica com Deus bjs.

    ResponderExcluir
  27. Gabriela Rodrigues3 de jan de 2012 18:41:00

    poxa que triste, que absurdo essa historia toda fico indignada como as pessoas só se preocupam com o dinheiro...
    a minha Duda também faleceu de um jeito muito estranho, fui viajar a deixei em um hotelzinho(pois ela era de grande porte, nao tinha como viajar comigo e minha familia) e quando voltei ela estava morta, um absurdo e os ridiculos cobraram várias coisas dizendo que usaram para tentar salva-la sendo que antes de eu viajar ela estava perfeita, enfim também nao me conformei..
    Espero que voce encontre um conforte e fique melhor

    ResponderExcluir
  28. oi andrezza,
    que tristeza!passei exatamente pela mesma situação que vc!
    ainda me culpo por ter entregue meu filho nas mãos daqueles péssimos veterinários.
    O que me conforta e que Jesus cuida de todos e agora os nossos amores estão com ele.
    que estes dias tristes se apaguem de sua memoria e só fiquem as boas lembranças.
    Deus abençoe, conte comigo!
    bom domingo, beijinhos

    ResponderExcluir
  29. eu sei o que é passar por isso, ja tive uma cadelinha chamada Mia, que morreu atropelada. Depois tive uma chamada Meuye que simplesmente sumiu. e tenho saudades delas ate hoje. a Mia eu ja me conformei pois sei que ela esta com Deus, mas a Meuye eu nao sei se esta viva, morta, passando fome ...
    Saudade é eterna sim, mas o melhor remédio é o tempo! Deus vai te trazer a paz ... arrume outro animal de estimação assim como eu fiz, arrumei uma poodle, chama-se susy, amo ela... graças a Deus ela esta aki comigo!

    ResponderExcluir
  30. oi querida eu passei pela mesma situaçao que vc quando perdi a minha nenezona neguinha ela era uma bacesinha mutu linda adorava brincar e passear o que mas me surpreende e que ela teve a mesma coisa que a sua e tbem o mesmo fim aqueles desumanos que se denominam veterinarios nao fizeram nada para ajuda-la morreu de um dia pro outro e eles nem deram se quer uma explicaçao la onde eu morava tinha
    uma cachoeira que ela adorava brincar cremamos ela e colocamos suas cinzas no rio o que mais me cortou o coraçao foi ver aquilo boiando parece que eu via tudo o que a gente tinha passado de bom na vida diante dos meus olhos emfim sinto muito e que Deus lhe de conforto e é so o tempo para consertar mesmo se quiser uma dica arrume outro animal como eu fiz ele nao vai ser igual a mel mas vc podera esquecer um beijao e desculpe pelo texto

    ResponderExcluir
  31. oi querida, sábado dia 13/10 perdi minha cocker, a veterinária dela diagnosticou sinusite há 4 meses atrás, como a sinusite não curava, resolvi levá-la ao hospital veterinário, despois de uma bateria de exames, diagnosticamos, era um tumor no cérebro e nas vias respiratórias e que já estava bem avançado não deu para salvá-la. Estou sentindo a mesma dor... mas Deus irá te acalentar, e esses veterinários deveriam ter a consciência que estão lidando com vidas. Fique em paz, a Mel está pertinho de Deus, assim com a minha preta também.

    ResponderExcluir
  32. Olá 17-11-12 perdi minha Suzy... tmb tentamos de tudo levamos no vet e ele receitou remedios disse q era pneumonia.. nd adiantou, depois disse q era coraçao arritimia, e q ela iria tomar remedio e iria melhorar... mas Suzy nunca melhorou,ligamos para ele sexta 16 ele disse q era pra esperar ate segunda 19... pois a Suzy nao conseguiu esperar e morreu no sabado 17... tristeza... queria ela a minha vida inteira nao quero outro cao queria minha Suzy.... lembro dela o tempo todo em casa ... as vezes mexe a coberta no sofa e me lembro dela ... dos lugares q ela ficava, dos barulhinhos q ela fazia... saudades ... peço perdao se demorei de mais para levala no vet... peço perdão mas eu te amo... minha linda... neguinha tutu..

    ResponderExcluir
  33. oi Jaque meu nome é Erika, eu tb perdi meu Davi no dia 17/11/12 igual a vc, mais não consigo superar essa dor que está me consumindo, ele levou um pedaçao de mim, sinto um aperto tão grande no meu peito ...estou arrasada !

    ResponderExcluir
  34. Perdi meu poodle Davi no dia 17/11/12 ele pra mim era como um filho, tinha 10 aninhos e era cardíaco mais eu sempre ciudei muito bem dele, muito mais do que a mim mesma ! no dia 1 de novembro fui ao médico e deixei ele em casa saudável como sempre, quando voltei ele tinha vomitado e fez xixi com sangue, corri pra emergência vet, ele foi medicado e voltou pra casa, no dia seguinte 02/11 ele não melhorou fui de novo com ele e foi medicado de novo e solicitado exames para o dia seguinte, na manhã do dia 03/11 ele fez os exames, estava muito molinho e ficou enternado, o resultado do exame foi a doença do carrapato, ele tomou vitaminas, antibióticos, tudo que foi possível mais a doença levou meu Nininho (era seu apelido). todos os dia eu ia visitar ele, chegava por volta de 5 da tarde e saia de 8 da noite, minha vida parou. Não consigo superara sua morte, parece um pesadelo, ele era lindo pequenininho parecia um ursinho de pelúcia, muito alegre, carinhoso, era meu companheiro, onde eu ia lá estava ele, eu o amo muito, não consigo comer nem parar de chorar, fico com raiva de Deus por ter levado meu cãozinho tão amado, minha casa agora é vasia, sem graça. já senti vontade até de morrer pois não aguento de tante saudade. Meu aniversário é amanhã dia 22/11 e eu pedia tando a Jesus que me desse o presente da cura do meu bichicho e nada foi feito. A dor me consome estou tomando remédio pra dormir e não faz efeito, Davi levou minha alegria com ele !!! eu o amo tanto...

    ResponderExcluir
  35. Essa foi a minha última foto com Davi. Meu filhotinho vou te amar pra sempre...

    ResponderExcluir
  36. Espero que todos os leitores sensibilizados com os posts, tenham a oportunidade de entender que a carne ingerida pelos homens é de algum animal inocente e indefeso e que de alguma forma, muita dor é provocada com com a sua morte. Quem somos nós para decidir quem merece nossa misericórdia de continuar vivo? Creio de devíamos todos lutar pela vida e deixar que Deus decida pela morte. Só posso dizer que minha família é vegetariana e ninguém morreu de fome até hoje e as dores que vocês sentem pelo sofrimento de seus pets, sentimos por todos os seres vivos. Não violentar os animais é uma opção. Basta entender o amor que sente pelo seu e dividir com os outros.

    ResponderExcluir
  37. Acabei de perder minha Estrela. .
    Minha Dog , meu amor canina Também por incompetência não do cirurgião mas da equipe de internação. Ela operou de emergência:torção gástrica
    Estava bem e assim ficou ,até ia ter alta.Mas um estagiário após ter ministrado medicação constatou que ela ficou mal e disse que fez tudo mas não conseguiu salva-la.Nao quero mais ter animais pois foi a segunda que perco.por incompetência profissional. Edtou deprimida sem conseguir me recuperar.

    ResponderExcluir
  38. Olá, minha cadela é da mesma raça da sua, pretinha igual a ela, ta com 8 anos e ta com o mesmo problema, respiração ofegante e roncando me ajuda, o que vc faria?

    ResponderExcluir
  39. Chorei tanto com seu desabafo que nem sei o que te escrever, te desejo forças nessa hora e que Jesus conforte o seu coração eu sei que a saudade é eterna de sua mel, fica na paz!
    Jacqueline

    ResponderExcluir
  40. Também perdi a minha por ganância desses desgraçados que exerce a função simplesmente pelo dinheiro.Eu também não consigo aceitar.

    ResponderExcluir
  41. Gente fiquei horrorizada diante de tanto descaso e ganância desses veterinários..Hoje em dia está cada vez mais complicado encontrar profissionais competentes que realmente se preocupe e ame os bichos. Lamento sua perda pq tenho duas bbs...e acho q ficaria louca se perdesse elas dessa forma.

    ResponderExcluir